Desde muito nova, ouvia do meu pai “quem tem amigo não morre pagão”. E por mais difícil que andassem os negócios, meu pai era autônomo, ele sempre conseguia algum trabalho e tirava dali nosso sustento. 

Foi assim também que ele pediu a um amigo algumas indicações quando precisei estagiar e mais tarde fui parar no Grupo Gerdau. E hoje uso seu ditado para empreender.

Sendo assim entender como funciona uma rede de contatos se tornou algo muito importante para mim. Como era muito tímida, confesso que foi difícil entender como conseguir estabelecer contatos de valor para minha vida profissional e pessoal. Sim porque conhecer pessoas é relativamente fácil. Mas ter uma rede de contatos é ter um sistema de suporte onde existe a partilha de serviços e informação entre indivíduos ou grupos que têm um interesse em comum.

Como trabalho por conta própria atualmente e preciso fazer parte desses sistemas de suporte e divulgar a empresa para novos contatos constantemente. No último ano fui a diversas reuniões de negócios, para apresentar a empresa e trocar cartões. Depois de algum tempo, você se torna amiga de alguns, parceira de negócios de outros ou apenas seguidora nas redes sociais dos trabalhos de muitos profissionais.

Por isso quero hoje compartilhar como aprendi a usar o networking para estabelecer parcerias de sucesso. O ponto fundamental para quem precisa começar a fazer networking é saber conversar. E saber conversa é mais do que saber o que dizer. É saber compreender as necessidades e as formas de pensar dos nossos interlocutores, usando a sensibilidade. Assim podemos ser uteis a nossa rede de contatos.

Nos eventos e reuniões é preciso ter consistência ao falar. Pronunciar bem as palavras, volume da voz ajustado ao ambiente, ter um vocabulário adequado ao grupo, com uma conversa atraente e atual, demonstrando emoção nas palavras.  Afinal  ao falarmos nossas palavras transmitem 7% apenas da mensagem, 38% está no tom e no ritmo da voz e pasmem 55% na expressão facial e gestos.

A troca dos cartões de visita e contatos é um processo até mecânico nesses encontros. Mas se a sua mensagem tiver consistência, você vai deixar sua marca, por mais breve que tenha sido o encontro.  E não esqueça, após o primeiro encontro entre em contato com uma mensagem simples agradecendo o encontro. Assim você tem mais uma oportunidade de estabelecer um canal de comunicação.

Se você tem condições de compartilhar conhecimento, contatos e oportunidades com a sua rede, faça-o.  Essa troca é importante demais e pode gerar novos negócios.

É o chamado Givers Gain, onde você dá para receber. E às vezes recebemos de onde menos esperamos. Enfim networking é isso, conversar, comunicar, trocar e manter essa conexão sempre ativa. Espero que você estabeleça muitas conexões e faça ótimos negócios.

Siga-nos no Instagram


Renata V. Lopes

Atua há mais de 25 anos na área de Tecnologia da Informação com gerenciamento de projetos e equipes multidisciplinares, em grandes empresas como Grupo Gerdau, Lojas Renner, Hewlett-Packard, Rio2016 e Grupo Guanabara. Master coach, leitora compulsiva, blogueira, apaixonada por redes sociais e estudante em constante desenvolvimento, acredita na cooperação, colaboração e compartilhamento do conhecimento como forma de aprendizado.

error: Conteúdo Protegido!
×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

× Posso ajudar?