Fonte: Pinterest

Fonte: Pinterest

Business Coaching ou Coaching de Negócio é o processo que busca aumentar o desempenho organizacional, a partir de um trabalho personalizado, para atender às necessidades humanas do negócio em uma área ou equipe. É aplicável para todos os tipos de negócios e toma formas infinitas.

Coaching é a mais poderosa das Ferramentas de Liderança e Gestão de Pessoas disponíveis hoje para a criação de uma cultura que valoriza o Alto Desempenho. Para que o Coaching alcance todo o seu potencial dentro de uma Organização, é necessário o estabelecimento de uma “Cultura de Coaching”.

As organizações de sucesso possuem uma cultura que apóia o alto desempenho, o bom trabalho e as boas relações no trabalho e dão todo o suporte para o desenvolvimento e crescimento dos colaboradores que acreditam, adotam e seguem a cultura implantada. A cultura coaching é uma prática cotidiana, principalmente entre as lideranças de técnicas, ferramentas e metodologias e pressupostos do Coaching na Gestão Estratégica da Organização.

A criação de uma Cultura de Coaching só funciona mediante alguns aspectos como:

  • O Coaching deve ser percebido como uma recompensa, um benefício e não como algo para consertar gerentes, diretores ou líderes defeituosos.
  • As pessoas devem conhecer, viver e sentir valor do Coaching
  • O processo deve ser amplamente vivenciado e difundido pelo Alto Escalão
  • Todos os níveis de liderança devem desejar Coaching

O que é Coaching de Negócios?

  • Processo de aprendizagem e desenvolvimento;
  • É composto essencialmente do COACH, COACHEE e RH Corporativo/Gestor;
  • Clarifica a situação;
  • Possibilita a escolha da melhor decisão;
  • Não Julgamento e ética.

Mix de Ferramentas e Técnicas

Nossos processos lançam mão de outras ferramentas e técnicas como:

  • Programação Neurolinguística (PNL)
  • Constelações Sistêmicas Organizacionais
  • Hipnose Ericksoriana
  • Modelagem de Processo de Negócios
  • Design Thinking

Algumas áreas de atuação que podemos destacar:

  • Incentivar, dirigir e coordenar mudanças qualitativas nas organizações;
  • Aprimorar a gestão da organização no plano estratégico, de negociação e na resolução de conflitos;
  • Maximizar os resultados na empresa, notadamente em relação a produtividade;
  • Direcionar atividades de trabalho para os resultados;
  • Identificar e eliminar procedimentos e sistemas que reprimem as pessoas;
  • Ajudar com gerenciamento de tempo eficaz para melhorar o tempo de alocação do indivíduo e encorajá-los a se tornarem mais focados e organizados;
  • Melhorar a eficiência da equipe simplificando os processos da comunicação, inclusive os interpessoais;
  • Aumentar o nível de confiança e cooperação pelas unidades de negócio.
    Compreender e ser pró-ativo em identificar as falhas nos processos do negócio organizacional.
  • Discutir e compreender o impacto das crenças sobre os clientes e serviço.